Escalas menores – Escala Menor Natural, Escala Menor Harmónica e Escala menor melódica

8 Maio, 2014 Teoria Musical 26975 Visualizações

Existem três tipos de escalas menores – A Escala menor natural, a escala menor harmónica, e a escala menor melódica. Normalmente aprendemos primeiro a escala menor natural e só depois as outras. Decidimos que iremos apresentar as três escalas menores e mostrar as suas diferenças neste artigo, assim sempre que quiser relembrar as suas diferenças terá aqui as três.

Escala menor natural

Das três escalas menores a escala menor natural é a mais importante decorar, porque se souber esta escala facilmente consegue saber como montar a escala menor harmónica e a escala menor melódica. Iremos utilizar a escala de Lá para dar os três exemplos, então neste caso vamos ver a escala de Lá menor natural. A escala menor natural tem o seguinte padrão de tons e semitons:

T-S-T-T-S-T-T

Vamos ver então na pauta musical as notas da escala de Lá menor natural:

Escalas menores

Ao aplicarmos este padrão de tons e semitons a partir da nota Lá, obtemos a escala de Lá menor natural, e podemos reparar que ficámos com todas as notas naturais, assim como na escala de Dó maior. Significa assim que a escala de Dó maior e a escala de Lá menor natural partilham as mesmas notas, então podemos dizer que a escala de Lá menor natural é a escala menor relativa de Dó maior. O que faz a diferença entre ter a escala de Dó maior e a escala de Lá menor natural é a tónica, se a nota Dó ou a nota Lá.

Descobrir escalas menores naturais através dos intervalos

Na aula sobre Escalas maiores vimos que esta era a escala mais importante na música, agora vamos ver na prática uma das razões. Uma vez que sabemos a escala maior podemos saber qualquer escala simplesmente decorando as fórmulas dos intervalos de cada tipo de escala. Como vimos a escala maior tem a seguinte fórmula de intervalos:

  1. I – Perfeito;
  2. II – Maior;
  3. III – Maior;
  4. IV – Perfeito;
  5. V – Perfeito;
  6. VI – Maior;
  7. VII – Maior;
  8. I – Perfeito

Sabendo isto e tomando como exemplo a escala de Dó maior vamos ver quais notas correspondem aos intervalos:

  1. Dó – Uníssono Perfeito;
  2. Ré – Segunda Maior;
  3. Mi – Terça Maior;
  4. Fá – Quarta Perfeita;
  5. Sol – Quinta Perfeita;
  6. Lá – Sexta Maior;
  7. Si – Sétima Maior;

Então vamos ver esta fórmula numa tabela simples:

Fórmula da escala maior
12345671

 

Os intervalos que diferem da escala menor natural para a escala maior são a Terça, a Sexta e a Sétima, que são maiores na escala maior e passam a ser menores na escala menor natural. Então teremos esta Fórmula:

Fórmula da escala menor natural
12b345b6b71

 

Se quiser saber qualquer escala menor natural basta ver a escala maior e depois baixar um semitom aos graus 3, 6 e 7. Por exemplo, se quisermos saber a escala menor natural de Dó, primeiro consultamos a nossa tabela de escalas maiores e vemos quais as notas da escala de Dó maior, que são elas:

Escala de Dó maior
12345671
MiSolSi

 

Agora baixamos um semitom aos graus 3, 6 e 7, passando estes intervalos agora a ser intervalos menores:

Escala de Dó menor Natural
12b345b6b71
MibSolLábSib

 

Assim a escala de Dó menor natural tem as notas:

  1. Mib
  2. Sol
  3. Láb
  4. Sib

Esta é a vantagem de decorar as fórmulas das escalas. Ao inicio poderá ter alguma dificuldade, mas basta lembrar-se que as escalas menores naturais têm os intervalos terça, sexta e sétima menores, a partir daí basta fazer a comparação com a escala maior e encontrará as notas de qualquer escala menor natural.

Escala menor harmónica

Agora que já vimos a escala menor natural, vamos ver a escala menor harmónica com a mesma lógica que utilizámos na anterior. Vimos que a característica da escala menor natural são a Terça menor, sexta menor, e sétima menor, intervalos que a distinguem da escala maior. A escala menor harmónica é parecida à escala menor natural com a terça menor, a sexta menor, porém com a sétima maior. A sétima maior é a nota característica desta escala, pois é este intervalo que lhe dá uma sonoridade distinta. Se fizermos a comparação da escala menor harmónica com a escala maior, a única diferença está na terça e na sexta. Vamos voltar aos exemplos e montar a escala de Dó menor harmónica. Primeiro vemos as notas da escala de Dó maior:

Escala de Dó maior
12345671
MiSolSi

 

Depois analisamos a fórmula da escala menor harmónica:

Fórmula da escala menor harmónica
12b345b671

 

Agora aplicamos a alteração nos intervalos necessário, neste caso passamos a terça maior para terça menor e a sexta maior para sexta menor:

Escala de Dó menor harmónico
12b345b671
MibSolLábSi

 

A nota Si, está representada a azul para dizer que é a nota característica desta escala, o que a diferencia da escala menor natural. Não se esqueça que deve sempre decorar as fórmulas e depois basta comparar essa fórmula com a fórmula da escala maior para saber quais notas modificar.

Escala menor melódica

Entres as escalas menores, a escala menor melódica é a escala mais utilizada na música Jazz. Esta escala é um pouco mais complexa que as anteriores, pois na teoria musical clássica esta escala tem a forma da escala menor melódica quando subimos na escala e a forma da escala menor natural quando descemos na escala. Esta ideia no entanto não é muito utilizada na música moderna. A escala menor melódica difere da escala menor natural nos graus 6 e 7. Na escala menor natural temos a sexta menor e a sétima menor, na escala menor melódica a sexta é maior e a sétima também é maior. Em comparação à escala maior apenas diminuímos a terça, tendo assim uma terça menor. Vamos lá então às comparações gráficas. Vamos então saber a escala menor melódica de Dó. Como já sabemos começamos por analisar a escala maior de Dó:

Escala de Dó maior
12345671
MiSolSi

 

Agora analisamos a fórmula da escala menor melódica:

Fórmula da escala menor melódica
12b345671

 

Agora aplicamos a mudança na terça:

Escala de Dó menor melódica
12b345671
MibSolSi

 

Mais uma vez as notas a azul mostram as notas que diferem da escala menor melódica para a escala menor natural. Como já dissemos na música moderna utiliza-se a escala nesta forma. No entanto na teoria clássica isto acontece a subir na escala, mas ao descermos na escala utilizaríamos a escala menor natural:

Escala de Dó menor melódica forma ascendente
12b345671
MibSolSi

 

Escala de Dó menor melódica forma descendente
12b345671
MibSolLábSib

 

Assim seria a escala menor melódica na sua forma clássica. Esta foi uma aula com uma quantidade mais intensa de informação. É uma boa ideia concentrar-se com calma em cada uma das escala menores. Comece por estudar a escala menor natural por um tempo antes de passar para as próximas, será mais fácil decorar as fórmulas se trabalhar um pouco em cada uma por um tempo. É uma boa ideia criar uma tabela como a que fizemos na aula de escalas maiores e montar todas as escalas menores naturais, só depois de já se ter habituado faça o mesmo com a escala menor harmónica e melódica. Mas repito vá com calma, trabalhe em cada uma com algum tempo pois é muita informação de para assimilar.

Sobre o autor

Artigos relacionados

1 Comentário

Deixa uma mensagem

Apenas utilizadores registados podem comentar