fbpx

Escala Maior

Para sabermos montar uma escala maior temos de saber o que é uma escala musical.

Uma escala musical é um conjunto consecutivo de notas musicais. O que define o nome de uma escala e as suas características únicas são os intervalos (distancia) entre as notas. Os intervalos numa escala são medidos em tons (T) e  meio tons ou semitons (S).

Estrutura

A escala maior contem sete notas mais a oitava (Ex. escala de Dó maior: Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si e Dó) e é a escala mais importante na música ocidental. Ao sabermos a escala maior poderemos facilmente conhecer outros tipos de escalas musicais, bastando para isso saber quais os intervalos que devemos alterar em relação à escala maior.

Cada escala tem um número diferente de sustenidos e bemóis (mas nunca os dois em simultâneo). A armadura de clave mostra os sustenidos ou bemóis numa tonalidade (por exemplo a armadura de clave de Sol maior contem um #, enquanto a de Lá maior contém três #).

pack-piano
Pacote completo para aprenderes a tocar piano.

Precisamos de saber quais as escalas maiores que contêm sustenidos ou bemóis e quantos. Há duas formas de saber isto, através do circulo de quintas (que veremos mais à frente), ou utilizando a equação da escala maior: T-T-MT-T-T-T-MT – este padrão de tons e meio tons descreve a distância entre cada nota da escala.

Temos preparado um exercício para ti, que servirá também como material de apoio. Criámos uma tabela para preencheres com as notas de cada escala. Basta fazeres o download e imprimires a tabela. Num segundo ficheiro está a tabela preenchida para confirmares se acertaste em todas.

Não faças batota, este é um ótimo exercício para melhorares a memorização dos intervalos musicais. Depois basta guardares essa tabela e terás assim fácil acesso a todas as escalas maiores. Se olhares para a primeira coluna tens a tónica de cada escala, por exemplo a primeira é a nota Dó, então significa que iremos ver as notas da escala de Dó maior ao avançarmos de coluna em coluna nessa linha.

O primeiro passo é preencher as colunas de cada linha pela ordem das notas, se a primeira é Dó, então preenchemos essa linha com: Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó. Se a nota for Sol por exemplo, preenchemos: Lá-Si-Dó-Ré-Mi-Fá-Sol.

Repara que a primeira e última nota são sempre iguais. Cada nota musical só pode aparecer uma vez em cada escala, com exceção da primeira e última. Na primeira linha verás um T que significa tom entre as notas que que se encontra o símbolo, ou um S para semitom. O que farás depois é adicionar um sustenido(#) ou bemol(b) às notas para que a equação bata certa.

Assim terá todas as escalas maiores e saberá se as notas utilizam sustenidos ou bemóis e quantos existem em cada escala. A escala de Ré maior e Dó maior já estão preenchidas para veres como exemplo. Não te esqueças, primeiro coloca as notas na ordem correta. Depois adiciona o sustenido ou bemol para a equação bater certo. Se tiveres dificuldades utiliza o padrão de teclas do piano para visualizar a distância entre cada nota, não esquecendo que C representa a nota Dó:

Teclado do piano

Olha para a tabela e vê a escala de Ré maior. Começando na nota Ré preenchemos as restantes notas: Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó-Ré. Agora vamos preencher com os sustenidos ou bemóis para tudo bater certo. De Ré para Mi temos um T ou seja um tom.

Olhando para o teclado do piano vemos que segundo o padrão de tons e meio tons isto bate certo, então não adicionamos nenhum sustenido ou bemol. De seguida temos mais um T. Olhando para o teclado do piano vemos que um tom acima de Mi é Fá#, então adicionamos o símbolo de # ao Fá. E esta lógica segue até ao fim da escala. Os graus (notas) da escala estão escritos com numeração romana.

Tabela de escalas maiores

Faz o download dos ficheiros aqui. Agora veremos algumas destas escalas na pauta musical

Escala de Dó Maior

Como já vimos a escala de Dó maior não contém qualquer acidente (sustenido ou bemol). Também vimos que todas as escalas maiores são feitas do mesmo padrão de tons e semitons: T-T-S-T-T-T-S. Aqui está a escala de Dó maior na pauta:

Escala de Dó maior

Não te esqueças do desenho das teclas do piano:

Teclado do piano

Escala de Sol Maior

Vamos agora ver a escala de Sol maior. Vamos construir a escala utilizando o padrão T-T-S-T-T-T-S que aprendemos. Então começamos por colocar a nota Sol na pauta. Estamos a utilizar a clave de Sol, mas funciona da mesma forma para a clave de Fá.

Nota Sol

A próxima nota é um Tom acima de Sol. Se subirmos um Tom obtemos a nota Lá:

Notas Sol e Lá

O próximo intervalo é de um Tom também, então se estamos em Lá e subimos um Tom obtemos a nota Si:

Escala de Sol maior

De seguida temos um meio tom. Estando na nota Si e subindo meio tom obtemos a nota Dó (Não há nenhuma nota entre Si e Dó):

Escala de Sol maior

Agora que já tens ideia de como fazer este processo vamos ver a escala de Sol maior:

Escala de Sol maior

A escala de Sol maior tem um sustenidoFá sustenido. Poderás estar a pensar porque escolhemos chamar Fá sustenido e não Sol bemol, uma vez que no piano a nota é a mesma. Quando escrevemos uma escala utilizamos o nome das notas APENAS UMA VEZ, expeto para a primeira e ultima notas que têm o mesmo nome.

Em Sol maior começámos e acabámos na nota Sol, então já utilizámos este nome para a nota e ainda não tínhamos a nota Fá, então utilizamos a nota Fá sustenido ao invés do Sol bemol.

Escala de Ré Maior

Vamos olhar para a escala de Ré maior:

Escala de Ré maior

A escala de Ré maior contém dois sustenidos – Fá sustenido e Dó sustenido.

Escala de Fá Maior

A ultima escala que iremos ver para já é a de Fá maior:

Escala de Fá maior

A escala de Fá maior não contém qualquer sustenido, mas tem um bemol – O si bemol. Lembra-te, não podemos utilizar o Lá sustenido, porque já temos a nota Lá na escala.

Escala ascendente e escala descendente

As escalas musicais podem ser escritas a subir ou a descer. As escalas que vão a subir são chamadas “ascendentes“, e as escalas que vão a descer são chamadas “descendentes“. Quando escrevemos uma escala  musical descendente, o padrão de tons e semitons é reverso, então em vez de termos T-T-S-T-T-T-S, temos S-T-T-T-S-T-T. Aqui está um exemplo da escala de Fá maior descendente.

Escala descendente

Graus da escala maior

Na música, a primeira e última notas de qualquer escala são chamadas “tónica“. As outras notas podem ser referidas por um número. Em dó maior, a segunda nota da escala é o Ré, então dizemos que Ré é o segundo grau da escala de Dó maior.

Utilizamos sempre a escala ascendente para numerar os graus da escala. Todas as escalas maiores têm sete graus, porque há sete notas diferentes na escala. A distância de oito notas, de Dó até ao próximo Dó, por exemplo, é chamada de oitava. Os graus da escala são dados em numeração romana.

Aqui está o resumo dos graus das escalas de Dó maior, Ré maior, Sol maior e Fá maior:

  Tónica II III IV V VI VII I
Dó maior Mi Sol Si
Sol maior Sol Si Mi Fá# Sol
Ré maior Mi Fá# Sol Si Dó#
Fá maior Sol Sib Mi
Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.