fbpx

Progressão de acordes

Quando os acordes são utilizados em sequência, esta é chamada de progressões de acordes. E é a progressão de acordes que faz muitas das músicas Ocidentais. O nome de um acorde diz-nos qual acorde é, baseado na nota tónica, enquanto que o número do acorde diz-nos o que o acorde faz, baseado na escala. Por exemplo, digamos que estamos na escala de Dó maior. Cada nota da escala de Dó maior tem um nome e um número de grau, assim:

Número do grau na escala Nota
1 Tónica
2 Supertónica
3 Mediante Mi
4 Subdominante
5 Dominante Sol
6 Sobredominante
7 Subtónica / Sensível Si
8/1 Tónica
pack-piano
Pacote completo para aprenderes a tocar piano.

Quando escrevemos uma música baseada em progressão de acordes, a numeração romana é utilizada para representar os diferentes graus na escala. Acordes maiores na progressão têm os números em maiúsculas e os acordes menores têm os números em letras minúsculas. Há também caracteres especiais que indicam quando um acorde é diminuto (º) ou aumentado (+), como mostra a próxima tabela.

Tipo de Tríade Exemplo
Maior V
Menor ii
Diminuto viiº
Aumentado III+

Então, utilizando numeração romana, a nossa descrição para a progressão
de acordes na escala de Dó maior será assim:

Numero do grau Nota
I
ii
iii Mi
IV
V Sol
vi
viiº Si
(I)

Existem algumas progressões de acordes que são muitos usadas em alguns géneros de música. Por exemplo o pop utiliza muito a progressão I-V-VI-IV Isto significa que após escolheres uma escala, toca acorde da primeira nota dessa escala, o acorde da quinta nota, da sexta e depois da quarta nota. Experimenta esta progressão com várias escalas para veres o resultado.

Excerto retirado de: Teoria Musical Fundamental

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.