fbpx

Técnica da mão direita no baixo

Existem várias formas de utilizar a mão direita no baixo. Quando o baixo apareceu há muitos anos, tinha um pequeno bloco para se agarrar com a mão para poder tocar com o polegar. Os tipos na altura não sabiam que se podia fazer muito mais que isso. Tocar apenas com o polegar é uma forma válida de tocar, mas você pode tocar com um dedo, dois dedos, três dedos, quatro dedos, os cinco até se quiser, slapping com o polegar, com uma palheta, ou outra forma que consiga conceber. A posição do baixo no seu corpo irá ajudar a sua mão a ficar confortável para tocar. Um ponto muito importante em relação a tocar baixo com os dedos é assegurar que há algum lugar onde pode ancorar o polegar e forma sólida. Se o seu polegar não estiver ancorado, não conseguirá puxar as cordas com força, então este é um ponto importante a ter em conta.

Tocar com um dedo

Vamos começar então na prática. Você tem o baixo confortavelmente, talvez no seu colo, o seu braço já está com a postura correta. Ancore o seu polegar, pegue no seu indicador e toque a primeira corda.

Mão direita no baixo
Posição do dedo antes e depois de ter tocado a corda.

É tão simples quanto isto. O inicio de toda a aventura é essa primeira nota tocada. Uma carreira na música começa com uma nota, assim como uma caminhada de KM começa com um passo – este é o seu primeiro passo. Agora o que você quer estar apto é a conseguir tocar de forma consistente notas em sequência. Como a música é ritmada, tem de conseguir manter-se no tempo – pode tocar com um metrónomo ou com uma caixa de ritmos. Também deve tocar juntamente com as suas músicas favoritas quando já as souber tocar. Apenas toque dentro do tempo.

Concentre-se apenas na mão direita para começar. Antes de começar a lidar com as notas que irá tocar, ou com as escalas, acordes e teoria musical, comece com a mecânica do movimento. Toque os seguintes exercícios mostrado na tablatura.

Ex.1

Exercício baixo
Este exercício consiste em tocar apenas nas duas últimas cordas (as duas de cima)

Ex.2

Exercícios baixo
Vamos incluir a segunda corda.

Toque com dois dedos

Quando toca com dois dedos o mesmo principio é aplicado, apenas fica um pouco mais complicado já que agora tem de dividir o ritmo com os dois dedos.

Baixo dois dedos
A imagem demonstra a movimentação dos dois dedos nas cordas.

O seu objetivo no próximo exercício é conseguir tocar com os dois dedos de forma idêntica, dentro do tempo e com a mesma força. Sempre alternando o dedo de nota em nota.

Baixo dois dedosPróximo exercício.Exercícios baixoSlap e Pop

A técnica para fazer o chamado “slapping” e “popping” é bem diferente da que aprendemos sobre ancorar o polegar e puxar as cordas com os dedos. O Slapping e popping foi criado por Larry Graham, um baixista famoso. Ele não tinha um baterista, então imitou o que a bateria faz no baixo – O slap simula o Kick da bateria já o pop simula o snare.

Slap baixo
No slap bata com a lateral do polegar, na zona da dobra do dedo. Abafe as cordas com a mão esquerda e por fim no pop utilize o dedo que achar mais confortável para puxar a corda.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

    1 Comentário

  1. Isso serve pra contra baixo de 5 cordas*

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.