Postura da mão direita na guitarra

10 Maio, 2014 Guitarra 1966 Visualizações

O problema de ensinar qualquer estilo contemporâneo de guitarra é que não há uma forma certa ou errada de tocar. A música clássica é tocada há tanto tempo que envolve um conjunto de regras; contudo, estilos contemporâneos, ainda estão na sua infância e muitos pioneiros foram completos auto-didatas. É muitas vezes o seu estilo pouco ortodoxo no instrumento que faz deles únicos. Contudo muitos professores de guitarra são intransigentes na forma de utilizar a mão direita.

Isto está errado, porque enquanto eles possam ter descoberto um sistema que resulte para eles, não significa que vá resultar consigo. Porquê despender anos numa técnica velozissima de palhetada alternada se tudo o que você quer é tocar blues? Guitarra contemporânea tem tudo a ver com individualidade; criar o seu próprio som. As seguintes posições da mão direita são para ser vistas como uma técnica versátil, sem um estilo específico, que lhe permitirão tocar sem maus hábitos.

Segurar a palheta

Como segurar a palheta

Segure a palheta entre o seu polegar e o seu dedo indicador. Repare como a palheta fica com pouca exposição e como a ponta fica perpendicular ao polegar. O segredo de uma boa palhetada é segurar a palheta com o mínimo de força possível, apenas o suficiente para ela não lhe escapar da mão.

A posição da mão direita com a palheta

Tocar com palheta
Tente “ancorar” a mão da palheta, descansando o seu dedo anelar e mindinho em baixo das cordas.

Posição da mão direita para dedilhados

Tocar dedilhados

Quando fazemos dedilhados (tocar com os dedos) os seus dedos médio, anelar e mindinho devem relaxar encostados nas cordas 1, 2 e 3. O seu polegar tocará as cordas 4, 5 e 6.

Dica: Não tenha medo de experimentar diferentes tipos de palhetas – pode achar algumas mais confortáveis que outras. Existem várias espessuras e formas de palhetas, pode ver algumas em baixo:

Palheta JazzPalheta IbanezPalhetas IbanezPalheta especialPalheta especial

Sobre o autor

Artigos relacionados

0 Comentários

Ainda sem comentários

Podes ser o/a primeiro/a a comentar este post!