A Importância De Ter Um Repertório Musical

17 Outubro, 2016 Guitarra , Tutoriais 454 Visualizações
A Importância De Ter Um Repertório Musical

Você toca a guitarra há uns anos e já tem algumas habilidades dominadas. E quando chega o momento (e sempre chega), em casa, em casa de alguém, numa loja de música, numa festa, alguém que saiba que você toca guitarra inevitavelmente pedirá: “Toca alguma coisa para nós”.

Muitos guitarristas vão bloquear neste momento, porque não sabem o que tocar e obviamente não estão preparados. No fundo, sentem-se desapontados, perderam a oportunidade de tocar algo bom e com confiança para um público.

Para quem se relaciona com isto, é tempo de mudar. Montar um repertório musical não é apenas útil quando está na presença de outras pessoas. Os benefícios são vários. Vamos ver.

Os benefícios

  • Montar um repertório permite-lhe desenvolver a capacidade de tocar as músicas de coração. Isto dá-lhe uma grande confiança.
  • Você vai aprender a desfrutar de tocar (e cantar) músicas ainda mais do que utilizando tablaturas ou partituras. Quando memoriza uma música, você sente-se mais livre para tocá-la. Dá-lhe mais espaço para sentir a música, entender a letra, captar a história e traduzir isso na sua forma musical.
  • Você poderá tocar para uma audiência.
  • Você estará a trabalhar para o seu objetivo e ficará muito mais claro onde e como você se quer ver no futuro enquanto músico.
  • Você estará preparado para tocar em qualquer lugar em qualquer altura. Isto dá-lhe um sentimento de plenitude enquanto músico.
  • Você desenvolverá as capacidades para tocar ao vivo.
  • Terá mais consciência de como as músicas são escritas.
  • Aprenderá a tocar melhor, a cantar melhor e a interpretar melhor.
  • Terá um ótimo hobby com um crescimento potencial ilimitado.

Como montar e praticar um repertório

Escreva

Escreva todas as suas músicas favoritas ou uma música que gostasse mesmo de tocar.

Pratique

Comece a aprender, a memorizar e a praticar a sua música favorita até que a tenha dominado. Não se sinta tentado a aprender várias músicas em simultâneo. Comece com uma música e assegure-se que a consegue tocar bem.

Se considerar que já a toca bem experimente tocar em frente de alguém. Quando achamos que já tocamos uma música a 100% e temos de a tocar em frente de alguém pela primeira vez, perdemos parte do foco, perdemos pelo menos 20% desses 100. Então assegure-se que domina a música a 120%.

Crie um repertório de 12 músicas

Agora que você aprendeu, treinou e tocou a sua primeira música, vai então criar uma lista de 12 músicas. Imaginemos que quer tocar um set de 45 minutos, então 12 músicas é um bom número. E para criar esta lista você vai:

  • Criar uma lista de músicas que você gosta;
  • Criar uma lista que as pessoas gostam.
  • Criar uma lista que combine as duas.

Tudo depende do seu objetivo e do tipo de música que pretende tocar.

Uma a uma

Trabalhe cada uma das músicas da lista individualmente. Assegure-se que consegue tocar essa música bem o suficiente antes de avançar para a próxima. É nesta fase que por vezes se perde o foco. Assegure-se que você desfruta das músicas escolhidas para que possa praticar sem se cansar facilmente. Ao fim de um tempo isto é algo que fará sem precisar de se motivar. Você ficará viciado na satisfação que lhe trará tocar estas músicas.

Pratique diariamente

Memorizar músicas, montar um repertório e cultivar a capacidade de interpretar leva tempo e prática regular. A melhor forma é praticar as suas músicas diariamente. Toque pelo menos uma ou duas músicas do seu repertório em cada dia.

Observe os seus heróis

Observe e estude os músicos e artistas que admira. Assista a concertos no Youtube e veja como eles se comportam em frente a uma audiência. Observe como eles cantam, movem-se, falam, como interagem, etc.

Polir

Pense como pode melhorar a sua música a cada dia. Se ainda há músicas no seu repertório que você não se sente bem ao tocar ou cantar, então remova e substitua por outra. Pratique o seu repertório até se sentir absolutamente confortável e confiante.

Relembre-se

Todos temos vidas ocupadas, e não importa o quanto gostemos de praticar, acabamos por ser distraídos pela correria do dia a dia. Então crie uma rotina para que possa tornar-se um hábito praticar a uma determinada hora do seu dia.

O seu primeiro gig

É altura de preparar o seu primeiro show. Não importa para quantas pessoas. Pode começar por tocar para os seus amigos ou familiares. Combine com eles e diga que vai tocar um pequeno show no local “x” na data “x”. Convide-os e pergunte se querem assistir. Porque haveria de fazer isto? Depois de dar o seu primeiro mini concerto você ficará agarrado e isso alimentará o seu desejo por mais. Aproveite essa energia para evoluir ainda mais.

Volte ao treino

Pergunte aos seus amigos o que mais gostaram e o que menos gostaram. Não leve as críticas para o lado pessoal, foi o seu primeiro show, agora é altura de trabalhar nas falhas.

Divirta-se no processo!

Sobre o autor

Artigos relacionados

0 Comentários

Ainda sem comentários

Podes ser o/a primeiro/a a comentar este post!