fbpx

Como aprender a tocar bem músicas na guitarra

Muitos guitarristas dizem que passam a maior parte do seu tempo a aprender novas músicas, e a tocar as mesmas músicas todos os dias. Não que haja algo de errado nisso, se o seu único objetivo for tocar as mesmas músicas todos os dias para os seus amigos, ou para si próprio. Mas se o seu objetivo é aprender mais músicas, ou eventualmente escrever as suas próprias, irá precisar de mergulhar mais fundo do que apenas aprender a tocar músicas.

Contudo, para aqueles que desejam aprender tantas músicas quanto possível, e querem tocar covers apenas, este artigo é para vocês. Não é o que você aprende, quantas músicas aprende, quão bem consegue tocar essas músicas, ou algo parecido que irá torná-lo num melhor guitarrista. Quando aprende uma música, claro que ficará apto para tocá-la muito bem, mas logo que aprenda outra música, irá continuar a ter dificuldades em certas partes. E se você ainda não chegou ao ponto de estar a debater-se para dominar solos incríveis, provavelmente nunca estará preparado para utilizar esses licks em cima de outras peças musicais.

Aprender músicas na guitarraMas à parte das limitações musicais de aprender novas musicas, a única coisa que irá fazer com que você seja melhor a aprender músicas é como você as aprende. Você precisa estratégias específicas e direcionadas de forma a aprender uma música de forma eficaz e eficiente. A maioria dos guitarristas avançados utilizam algumas destas estratégias mas normalmente nem se dão conta de o estar a fazer, e os iniciantes sentem-se perdidos quando tentam aprender novas músicas por não o saberem fazer.

Vou mostrar algumas formas de aprender músicas mais rápida, fácil e eficazmente. O primeiro e mais comum problema que os guitarristas enfrentam quando estão a aprender uma música, é aprenderam a música toda de uma vez, e depois tocá-la por completo quando a praticam. Muitas vezes, se fizerem asneira no meio da música, recomeçam do inicio, e este processo repete-se centenas de vezes até se cansarem de vez da música e tentarem outra, ou se frustrarem e deixarem a guitarra. De qualquer forma, uma grande quantidade de tempo precioso é desperdiçado neste método.

[alert color=”red” icon=”fa-music”]Conheça o nosso Pack especial de guitarra. Curso iniciante + curso intermédio. Clique aqui.[/alert]

A solução para este problema é simplesmente parar de se preocupar em tocar a música inteira do inicio. Seja onde for que comete um erro, simplesmente pare de tocar. Pare e olhe para onde acabou de errar. Foque-se nesse movimento isolado, e foque-se em praticar essa pequena passagem apenas. Sejam 5 ou 2 notas, pratique apenas essa parte por cinco minutos, e não recomece a música. Deste forma, em 5 minutos, ou o que for necessário, irá praticar o seu ponto fraco talvez centenas de vezes em vez de apenas 3 ou 4. Irá notar que isto ajuda-o imenso no que toca a aprender músicas difíceis.

O segundo problema também muito comum que os guitarristas enfrentam ao aprender músicas, é manterem a partitura ou tablatura à sua frente enquanto tocam. Olham para a tablatura e tocam direto, sem parar. Depois quando não têm o papel com a música à sua frente, não a conseguem tocar! Obviamente isto é um problema, porque todas aquelas horas a memorizar a música foram desperdiçadas. Claro que a sua técnica melhorou, mas isso não o irá ajudar tanto como memorizar. Exercitar o seu cérebro é quase sempre melhor que exercitar os seus dedos, quando se trata de música.

Então, a solução para este problema é simplesmente aprender a música por compassos. Quando já decorou um compasso avança para o próximo e assim sucessivamente, até que toque a música toda de memória. Irá notar que se repetir este processo pela música toda, irá realmente memorizá-la. Quando estiver a aprender um compasso, depois de já o ter repetido várias vezes, comece a praticá-lo de olhos fechados. Uma ótima vantagem de tocar de olhos fechados é que além de o ajudar na memorização das músicas, ajuda-o a visualizar o braço da guitarra na sua mente. Então isto irá ajudá-lo imensamente se pensar em subir ao palco, e assim não tem de ficar a olhar sempre para a guitarra.

O terceiro problema que os guitarristas enfrentam quando aprendem novas músicas, é que simplesmente não conseguem tocar à velocidade original. Ficam frustrados e continuam a cometer erros (Eu incluo-me neste grupo várias vezes), e não importa o quanto pratiquem, simplesmente não conseguem aumentar a velocidade.

Aqui vai a solução: Você não precisa de passar horas a aumentar a sua técnica. Tudo o que tem de fazer, é pegar numa sequencia de 3-5 notas, e tocá-la muito lentamente e cuidadosamente ao inicio (estou a dizer ridiculamente lentamente) observando a sua mão da palheta, e a sua mão do braço da guitarra, e assegurando-se que os movimentos estão perfeitos e com o mínimo movimento possível. Faça isto por uns dois minutos, e depois por um minuto inteiro, toque a mesma sequência ao máximo da velocidade que conseguir. Nesta altura não importa que as notas saiam sujas, simplesmente toque ao máximo de velocidade que conseguir. Mas toque em pequenas rajadas. Toque a sequencia, depois pare um pouco e volte a tocar outra rajada.

Aqui tem 3 formas de aprender músicas de uma melhor e mais rápida forma. Quando implantadas, estas estratégias salvam-lhe de uma grande quantidade de frustração.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

    2 Comentários

  1. 5 Novembro, 2018
    Responder

    Muito bacana suas dicas……sei que o post já tem mais de 3 anos, mas só vi essa página agora. Comecei a aprender guitarra a uns 6 mêses, e tenho sofrido bastante com os pontos que você mencionou (velocidade para tocar, localização das notas e cordas no braço da guitarra de forma ágil, encaixe dos acordes, etc). Você dá aulas pela internet?

    • Ricardo Frade
      5 Novembro, 2018
      Responder

      Olá Clodoaldo, obrigado pelo seu comentário.

      Sim! Para saber mais sobre as aulas envie-nos um e-mail para [email protected]

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.