fbpx

Desmistificando os modos gregos 8/15: Como praticar modos gregos

pack-piano
Pacote completo para aprenderes a tocar piano.

Para ver o artigo anterior da serie clique aqui. Já estamos quase a olhar para cada modo individualmente. Mas antes disso vamos falar um pouco de uma boa forma de praticar modos gregos, de forma a que fique com o conceito interiorizado na sua mente e nas suas mãos. Quando se fala “na sua mente” é no sentido auditivo, terá de conseguir distinguir bem os sons. Lembre-se que os modos NÃO são escalas maiores a começar e a terminar numa nota diferente da tónica da escala maior. Isto é dito na maioria das vezes principalmente pela internet, e acaba por confundir completamente os leitores e pior, não ficam a entender a verdadeira essência dos modos gregos.

Modos gregos (como já vimos nos artigos anteriores) referem-se ao efeito que as notas têm sobre um acorde em particular, acorde esse que pertence ao campo harmónico da escala maior (temos estado a ver os modos da escala maior, mas também existem modos de outras escalas). A forma de aprender modos gregos é toca-los em cima de um acorde. Não conseguirá praticar modos gregos sem algum tipo de backingtrack. Pode utilizar um colega que toque um acorde repetidamente para si, ou gravar você próprio a tocar um acorde e depois meter a repetir (ou utilizar um pedal de loop), ou uma backingtrack modal.

Nos próximos artigos veremos os acordes que derivam de cada modo. Diga ao seu amigo para tocar esse acorde (ou grave você) e depois toque as notas do campo harmónico em cima desse acorde. Ouça com MUITA atenção cada nota que toca, e o efeito que a nota tem no acorde. Divirta-se ao fazer isto, toque e experimente. Tocar e fazer experiências é muito importante. Depois comece a tomar atenção às notas que fazem parte do acorde, irão soar fortes e “perfeitas” sem criar qualquer tensão. Ouça também as notas que não são do acorde – as notas que criam cor, ou sabor (são os temperos). Qual o efeito delas em cima do acorde? Para onde se resolvem? (Resolver significa passar de uma nota dissonante para uma consonante, mas agradável e sem tensão).

Nos próximos artigos veremos as notas de cada acorde, incluindo diagramas do braço da guitarra, apenas para assegurar que ouve corretamente as notas do acorde. Agora já sabe que o importante a treinar modos gregos é OUVIR o efeito de cada nota em cima do acorde. Falta-nos ver cada modo grego e descobrir as suas sonoridades características.

Veja o próximo artigo: Modo Jônio.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.