fbpx

Desmistificando os modos gregos 5/15: Modos gregos em série

Bom já vimos um pouco o porquê da utilização de modos gregos no artigo anterior. Agora antes de entrarmos no âmago da questão vou explicar as duas diferentes formas de olhar para os modos. Irá ajudar você entender como são utilizados e ficar familiarizado com os nomes.

As duas formas de olhar para os modos são, olhando em series ou paralelo, e é muito importante você entender as diferenças em perspetiva, são ambas válidas e utilizadas em alturas diferentes. Vamos começar por olhar para os modos em séries. Uma coisa que provavelmente já sabe sobre modos gregos é que eles têm as mesmas notas que a escala maior. Muitas pessoas pensam nos modos gregos como a escala maior mas começando num nota diferente.. Isso não está bem correto mas para já dá (o termo correto seria: escala maior com o centro tonal diferente que a tónica do campo harmónico).

pack-piano
Pacote completo para aprenderes a tocar piano.

Modos em series

Uma serie de modos mostra todos os modos gregos que derivam de uma escala maior. Vamos usar isso para introduzir os nomes dos modos e olhar para todos os modos que derivam da escala maior.

Modo I II III IV V VI VII I
Dó Jônio (escala maior) Mi Sol Si
Ré Dórico Mi Sol Si
Mi Frígio Mi Sol Si Mi
Fá Lídio Sol Si Mi
Sol Mixolídio Sol Si Mi Sol
Lá Aeólio Si Mi Sol
Si Lócrio Si Mi Sol Si

Ok não desanime já! Os nomes são todos assustadores e tudo isto não faz sentido ainda, mas vamos com calma. A primeira coisa que tem de entender é que a tónica do modo é normalmente o centro tonal (NÃO o campo harmónico, expecto no caso do modo jônio… como já vimos modo jônio e escala maior são a mesma coisa). A ordem dos modos é sempre a mesma, e é uma boa ideia decorar a ordem deles, então aqui vai de novo a lista ordenada em português e o nome em inglês:

  • Jônio  (Ionian);
  • Dórico (Dorian);
  • Frígio (Phrygian);
  • Lídio (Lydian);
  • Mixolídio (Mixolydian);
  • Aeólio (Aeolian);
  • Lócrio (Locrian);

Memorize a ordem dos modos gregos. Repita várias e várias vezes e depois tente sem olhar. A ordem dos modos mantém-se em qualquer tom. Por exemplo aqui estão os modos em series que derivam da escala de Lá maior:

Modo I II III IV V VI VII I
Lá Jônio Si Dó# Mi Fá# Sol#
Si Dórico Si Dó# Mi Fá# Sol# Si
Dó# Frígio Dó# Mi Fá# Sol# Si Dó#
Ré Lídio Mi Fá# Sol# Si Dó#
Mi Mixolídio Mi Fá# Sol# Si Dó# Mi
Fá# Aeólio Fá# Sol# Si Dó# Mi Fá#
Sol# Lócrio Sol# Si Dó# Mi Fá# Sol#

Repare que a ordem dos modos se mantém a mesma quando olha para os modos em serie e que as notas são sempre as notas da escala maior.

Revisão: Podemos formar acordes utilizando as notas da escala maior, acordes esses chamados de sequência de acordes diatónicos. Lembre-se que pode tocar a escala maior em cima de qualquer acorde dessa sequência, algumas notas vão soar melhor que outras em cima de cada acorde,  então irá adaptar as notas a escolher pelo que soa melhor. Mas se pararmos e nos mantivermos num acorde, as notas que soarão bem em cima desse acorde irão ser definidas, e neste ponto poderá dizer que está a tocar utilizando um modo. Por exemplo, podemos tocar a escala de Lá maior em cima da sequência de acordes Lá maior – Fá# menor – Ré maior – Mi maior. Você mudará a escolha das notas da melodia dependendo do acorde que está a ser tocado. Se se mantiver no acorde de Ré maior por 16 compassos então as notas mais importantes serão bastante diferentes que as notas que seriam se a progressão se mantivesse no acorde de Lá maior. Esta é a essência de tocar modal.

Os modos ajudam-lhe, guiando-o pelas notas boas de um acorde.

Modos maiores e menores

Cada modo pode ser Maior ou Menor – a eles seguem os acordes nas series diatónicas… vamos ver. Vamos olhar mais em pormenor como isso acontece no próximo artigo. Para já veja os modos maiores e menores e as suas tríades e tétrades.

Grau Tríade Tétrade Modo Qualidade do Modo
I Maior Maior 7 Jônio Maior
II Menor Menor 7 Dórico Menor
III Menor Menor 7 Frígio Menor
IV Maior Maior 7 Lídio Maior
V Maior 7 Mixolídio Maior
VI Menor Menor 7 Aeólio Menor
VII Diminuta Meia diminuta Lócrio Diminuto

Próximo artigo: Modos gregos em paralelo.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.