Back

Práticas para compor música: Analisar composição musical

Uma das partes mais importantes para entender como se expressar com a música, é estar apto a analisar elementos musicais específicos de forma a perceber como eles afectam o ouvinte. Quanto mais souber sobre formas específicas para criar uma ideia, mais clara será a sua ideia quando escrever ou compor uma música. compor música.

Existem várias formas de expressar a mesma ideia na música. Por exemplo, se quiser criar uma ideia de “tristeza”, você pode alcançar isso de várias formas. Pode utilizar uma tonalidade menor, pode focar-se no segundo grau da escala menor nas suas melodias, pode utilizar um tempo lento, pode utilizar linhas melódicas descendentes, e por aí fora.

QCompor músicauanto mais analisar a música e praticar a composição musical, melhor será a sua capacidade de expressar as suas ideias. Quando paramos para pensar como expressar ideias musicais, de onde vêm essas ideias? Vêm da música que ouvimos, música essa que outras pessoas criaram. Então quanto mais música ouvir, maior a sua capacidade de entender como criar certas emoções com a música em diferentes cenários. Isto não significa que deve plagiar a melodia de outra música, mas utilizar a mesma ideia musical quando compõe a sua própria música.

Vamos apresentar uma lista de perguntas que deve fazer quando analisa uma música. Experimente utilizar estas perguntas para analisar as músicas que gosta. Ao fazê-lo, irá ter uma ideia clara do que está a ser expressado, e como expressá-lo, e assim escrever música da forma mais expressiva!

1. Qual a forma (estrutura) da música?

Qual é a estrutura geral da música? Como é que a forma estrutural afecta o sentimento da música? Alguns exemplos de formas podem ser: Intro – verso – refrão – verso – refrão – solo – refrão, ou por outras palavras, teria a forma: A B A B C B. Observe também a duração das frases musicais e das secções da música.

2. Qual a harmonia que está a ser utilizada?

Por outras palavras, quais os acordes que estão a ser utilizados? Qual a tonalidade da música ou das diferentes secções da música? Identifique quais são os acordes, e se estes são tocados como acordes normais, em arpejo, ou se é a própria melodia a explicitar os acordes.

3. Quais são as emoções que a música retrata? Quais as harmonias que representam essas emoções?

Qual é o sentimento global da música? É apenas uma emoção, ou existem mais emoções? (Normalmente em secções diferentes) Observe como se sente quando ouve acordes específicos durante a música.

4. Como é que o ritmo afecta o sentimento da música? Ou alguma parte específica.

O ritmo utilizado na música expressa alguma ideia? Consegue sentir o ímpeto em algum ponto através do ritmo ou das notas utilizadas? O ritmo representa uma parte forte da composição musical?

5. A música repete algumas frases comuns?

Por vezes a música repetirá melodias de forma a enfatizar uma ideia ou emoção. Isto é também utilizado para criar unidade dentro da música para ajudar a equilibrar, ou juntar as várias partes da música.

Segredos da composição musical6. Se existirem modulações, quais as emoções que as mesmas invocam na música?

A modulação é quando a música altera o seu centro tonal (a nota que dá a função a todas as outras notas). Isto pode ser utilizado como um efeito para gerar uma sensação de uma nova chegada. Se puder, identifique a técnicas de modulação utilizadas (se houver alguma). Qual o sentimento que desperta quando a música modula para uma nova tonalidade?

7. O que mantém a música interessante com o passar do tempo?

Quais são os maiores pontos de interesse ao fim de alguns minutos? O que considera ser o motivo que compele o ouvinte a continuar interessado na música?

8. Qual o tipo de textura dentro da música?

A música contém uma textura intensa com diferentes partes a acontecerem de uma só vez, várias linhas melódicas a tocarem juntas, acordes inteiros (acordes com as 6 cordas da guitarra por exemplo)? Ou por outro lado a música tem uma textura mais leve, com poucas linhas melódicas juntas, ou acordes que contém apenas algumas notas (acordes apenas com 3 cordas da guitarra por exemplo)?

9. Quais os tipos de dinâmicas durante a música?

Existem diferentes dinâmicas durante a música? Como afectam elas o sentimento a determinado momento? Algumas partes são mais intensas outras mais suaves? Ou toda a música tem a mesma intensidade?

10. Qual o tipo de timbre utilizado?

Quais são os instrumentos utilizados na música? Quais as técnicas utilizadas por esses instrumentos, e qual o sentimento que essas técnicas oferecem à música?

11. Qual o ritmo harmónico nas várias secções da música?

Quantos acordes são tocados por compasso? Um ritmo harmónico rápido terá várias trocas de acordes num determinado espaço de tempo (por exemplo, 4 acordes por compasso), um ritmo harmónico lento terá poucas mudanças de acordes num determinado espaço de tempo (por exemplo, um acorde a cada dois compassos). O ritmo harmónico tem uma forte influência no ímpeto de uma música.

Experimente encontrar as respostas a estas questões nas suas músicas favoritas. Depois experimente colocar em prática o que descobriu nas suas próprias músicas.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PACK NATALDurante o mês de Dezembro consegue todos os nossos Songbooks como prenda de natal.