Back

Dicas para criar a ponte(bridge) de uma música

Nem todas as músicas precisam de uma ponte, então se você nunca incluiu uma nas suas músicas antes, pode ser que não tenha sido necessário. No entanto, há alturas em que a ponte pode ser a peça que está a faltar para trazer vida à sua música. Uma ponte traz uma nova melodia, aprofunda o significado da letra, e leva a música numa direção ligeiramente diferente antes de ir para o refrão ou voltar ao verso. Quando bem feita, a ponte dá uma sensação agradável de contraste em relação ao resto da música. Aqui vão oito coisas que deve saber para escrever a ponte da música.

1. Escreva a sua ponte para aparecer depois do segundo refrão. A maioria das vezes, irá inserir a ponte depois do refrão: Verso 1 – refrão – Verso 2 – Refrão – Ponte.

2. Crie uma nova progressão de acordes, uma que explore um “modo oposto” do refrão. Para músicas em tom maior, é comum ter um verso focado principalmente em acordes menores, mudando para maiores no refrão. Uma ponte eficaz deve então mudar temporariamente para um tom menor, ou pelo menos focar-se em utilizar acordes menores.

3.Boas progressões de acordes na ponte tendem a ser “frágeis” por natureza. Por outras palavras, uma ponte é um bom sítio para permitir a música mover-se brevemente para uma nova tonalidade, ou utilizar os chamados “acordes alterados” (emprestados de um tom diferente).

4. Crie uma nova melodia, uma que difira tanto em estética como em sentimento da melodia do verso e do refrão. Como a ponte intensifica a emoção, você pode experimentar uma melodia que explore as regiões mais altas da voz.

5. Permita as letras da ponte aprofundarem o impacto emocional da sua música. As letras do verso tendem a descrever, enquanto que as letras do refrão normalmente centram-se numa resposta emocional ao verso. Uma boa ponte aprofunda e diz-nos algo mais ao alterar rapidamente entre letras descritivas e letras emocionais. A letra da ponte tem de aumentar o nível emocional da sua música.

6. Se a sua música precisar de um terceiro verso, permita que a energia da ponte se dissipe para fazer uma boa ligação como terceiro verso.

7. Se a sua música parecer completa após o final da ponte, experimento repetir o refrão. Desta forma, uma ponte irá criar a energia para que o último refrão seja ainda mais forte.

Segredos da composição musical8. Permita que os últimos acordes da ponte se conectem suavemente ao que vai acontecer depois. Não é comum acabar a ponte com o acorde da tónica, porque esta é uma forma de matar a energia. É melhor acabar a ponte com algum tipo de cadencia “aberta”: Um quinto acorde por exemplo, ou outro acorde que não seja o primeiro da escala. Esse acorde irá fazer com que o ouvinte queira ouvir mais, e prepara um regresso ao verso ou ao refrão.

Estas são diretrizes básicas, e para cada uma das dicas mostradas anteriormente você pode provavelmente criar uma lista de hits que o façam de forma diferente. Antes de procurar formas de quebrar a norma e ser criativo, tente algumas das sugestões anteriores. Poderá acabar por perceber que a ponte pode ser aquela peça que lhe falta para juntar tudo na sua música.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

    1 Comentário

  1. 12 Junho, 2015
    Responder

    Parabéns pelas dicas, ótimas!

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PACK NATALDurante o mês de Dezembro consegue todos os nossos Songbooks como prenda de natal.