fbpx

Como aprender música

Ao frequentar a escola, aprendemos (supostamente) que existem boas e más formas de aprender. Descobrimos  alguns atalhos e métodos que nos ajudaram a ultrapassar os pontos mais difíceis. À medida que envelhecemos e deixamos a escola esquecemo-nos de alguns destes métodos e de como ser eficientes a aprender. Vamos ver diferentes formas de aprender e como utilizar certas técnicas para melhorar o nosso progresso.

Mente de iniciante

Quando estão a crescer e a aprender novas coisas, a maioria das crianças simplesmente mergulham de cabeça. Normalmente não pensam muito sobre os “como” e “porquê’s”, e simplesmente absorvem a nova habilidade. Quando adultos aprendemos que nem tudo o que nos aparece à frente é bom, então questionamos bastante. Temos muito mais dialogo interno a acontecer. E, ainda para mais, temos muitos mais maus hábitos e padrões de pensamento bem definidos. Em certas situações isto é bom, mas ao aprender algo completamente novo é melhor termos o que se chama “mente de iniciante”.

Uma mente de iniciante é começar com uma mente completamente aberta e livre; o que é muito mais difícil do que parece. Antes de mais nada, você tem de querer cometer erros, o que já por si é uma contradição ao que a nossa sociedade perfeccionista nos ensina. Tem de ter em mente que você não sabe nada. Ainda que queira continuar a aumentar o seu já prévio conhecimento, é melhor entrar em cada sessão de aprendizagem com uma mente completamente aberta e livre. Isto também significa estar relaxado. Por exemplo quando aprende um novo estilo de música, tente absorver o máximo sem fazer julgamentos ou avaliações. Apenas tente ouvir e absorver.

Paciência

Quando começa a aprender, você tem uma quantidade incrível de paciência dentro de si. Enquanto adultos sabemos que se não conseguimos aprender algo dentro de uma quantidade de tempo razoável, é porque provavelmente não a conseguimos aprender nunca (mais um erro da nossa sociedade acelerada). A maioria dos assuntos na música levam mais tempo para aperfeiçoar do que estamos à espera. Terá de ter paciência enquanto aprende, não só é importante ter paciência a longo termo como também é muito importante ter paciência a curto termo. Sempre que ensino algo novo num instrumento como a guitarra ou o piano a alguém, sempre digo para começar extremamente devagar, e isto raramente acontece, porque o estudante quer tocar logo rápido. Mas não posso deixar de enfatizar o quanto isto é importante. Se aprender um novo exercício e praticá-lo lentamente até não cometer erros, o seu progresso será muito, muito mais rápido.

Esteja imergido

Uma coisa que irá notar enquanto aprende é que os pequenos detalhes fazem uma grande diferença. Isto é assim na música. Quando aprende uma nova técnica irá notar que aparecem sempre pequenos detalhes. Pode chegar ao ponto que é quase milimétrico. Isto quer dizer que sempre que aprende algo novo em música, tente estar completamente imergido no que está a fazer. Irá notar que quando está mesmo dentro do que está a fazer, focado, todos os outros pensamentos desvanecem, a isto diz-se estar na “zona”, na “corrente”. Quando atinge este estado a sua mente consegue absorver muito mais informação que o habitual e as novas ideias são assimiladas muito mais rapidamente. Entrar na zona é como dar um pontapé na porta da sua perceção e tudo entra facilmente.

Imitação

Esta é a forma primária que utilizámos para aprender a fazer tudo nos primeiros estágios da nossa vida. A eficácia deste método não pode ser contestada. Contudo à medida que envelhecemos, sentimos que temos de fazer as coisas à nossa maneira. Sentimos que imitar alguém é fazer batota ou que é errado. Isto na verdade, é uma ótima forma de aprender qualquer habilidade, não apenas na música. Se quiser aprender um novo estilo, um novo movimento, ou uma nova música, uma das melhores formas de começar é imitando alguém que já faz o que você quer fazer.

Existem inúmeras vantagens ao fazer isto. Primeiro, eles já fizeram a maior parte do trabalho por si. Também já descobriram o que funciona para aquela situação em particular. Em segundo, ao imitá-los, automaticamente você apanhará subtis informações e nuances que não apanharia nas técnicas normais. Mais importante, estará a ir diretamente de encontro ao que quer aprender e como quer que o seu som seja. Se quiser tirar um som de blues, vá diretamente à fonte.

Originalidade

Para muitos músicos o último ponto não deve ser levado à letra, porque muitas vezes ficam tão enamorados com certos artistas e estilos que se tornam quase clones. Estes não exibem originalidade ou pensamento criativo. Este é um padrão familiar para cair mas fácil de evitar. A melhor forma de o evitar é: aprenda o todo e depois parta em pedaços. Se aprender uma nova técnica e der um passo em frente e tentar incorporar alguma criatividade no que aprendeu, irá mostrar que tem influencias mas que traz as suas próprias ideias para a música. Você não só desenvolve o seu próprio som, como pode levar o estilo para um novo nível.

Um dia de cada vez

A música é um mundo enorme e magnífico. Leva muito tempo para apanhar todas as subtilezas mas você pode desfrutar a partir do momento que pega no seu instrumento. É necessário um esforço constante. Não é difícil, apenas não acontece da noite para o dia. Leve a sua aprendizagem musical como uma meditação diária. Esqueça o mundo e foque-se no que está à sua frente. Utilize todos os truques que aprendeu quando era pequeno. A música é uma experiência de aprendizagem para toda a vida, sente-se e desfrute da viagem.

Ricardo Frade

https://www.facebook.com/RicardoF.Guitarra/

Professor de guitarra e criador da Academiamusical.com.pt, Ricardo Frade é um apaixonado pela música e pretende incentivar o estudo da música em Portugal e Países Lusófonos.

O seu instrumento primário é a guitarra. O instrumento secundário é o piano. É aficionado por bandas sonoras instrumentais, área onde ambiciona atuar. Trabalha com ensino musical, produção musical e deseja conseguir contribuir para a dinamização do ensino da música em Portugal.

Deixa aqui um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.