Montar acordes: Tríades (Vídeo inc.)

8 Maio, 2014 0 Comments Teoria Musical 1265 Views
Montar acordes: Tríades (Vídeo inc.)

Até aqui já aprendemos os dois assuntos essenciais para aprendermos a montar e a reconhecer acordes, foram eles a Escala maior e os intervalos musicais. Os acordes são feitos de notas das escalas. O tipo de acorde mais simples é chamado de Tríade, e é feito de três notas, sendo elas a tónica,a terça, e a quinta(se já viu as aulas sobre escalas maiores e intervalos já deverá estar familiarizado com estes termos, se ainda não viu aconselhamos a voltar). Existem quarto tipos básicos de tríades e cada um com a sua fórmula. É fácil saber as notas que pertencem a qualquer acorde em qualquer tonalidade aplicando a fórmula do acorde às notas da Escala Maior(utilize a tabela da aula sobre escalas maiores). Os quatro tipos de tríades são:

Maior=135
Menor=1b35
Aumentado=13#5
Diminuto=1b3b5

Ao aplicar a fórmula a uma Escala maior pode encontrar as notas de qualquer acorde. Por exemplo, para encontrar as notas no acorde de Dó maior, primeiro vemos a fórmula dos acordes maiores (1,3,5 – ou seja, a tónica, a terça maior e a quinta justa/perfeita). Depois vá à tabela das escalas maiores que já vimos na aula de escalas maiores e veja quais as notas da escala de Dó maior correspondem à tónicaterça e quinta. Vamos numerar os intervalos da escala de Dó maior:

MiSolSi
12345678
Fórmula da tríade maior=1,3,5
Então Dó maior=Dó,Mi,Sol

Quando a fórmula contém um #(sustenido) ou um b(bemol) o intervalo correspondente deve ser aumentado ou diminuído um semitom, dependendo do acidente musical. Olhando para Dó menor por exemplo, podemos ver que os intervalos continuam a ser a tónica, terça, e quinta, no entanto a terça tem o símbolo de bemol na fórmula, então a terça da escala maior de Dó tem de ser diminuída um semitom:

  • Fórmula da tríade menor: 1, b3, 5
  • Então Dó menor: Dó, Mib, Sol

Se quisermos saber as notas que fazem parte do acorde de Ré menor, primeiro devemos encontrar as 1ª, 3ª e 5ª notas da Escala de Ré maior (veja na tabela das escalas maiores), que são as notas Ré, Fá# e Lá. Como a fórmula das escalas maiores é 1, b3, 5 temos de baixar um semitom ao terceiro grau (Fá#), sendo assim a nota Fá. Sendo assim o acorde de Ré menor tem as notas Ré, Fá e Lá. No caso de Ré diminuto, como vê na fórmula dos acordes diminutos 1, b3, b5, baixamos um semitom ao quinto grau também, passando de Lá a Láb. Sendo assim o acorde de Ré diminuto tem as notas, Ré, Fá e Lá bemol. O mais importante é memorizar as fórmulas dos acordes, mostrados em cima assim conseguirá montar qualquer tríade facilmente.

Montar as tríades na pauta

Agora vamos fazer o mesmo que fizemos em cima mas vamos olhar para a pauta musical. Não se esqueça que deve ver sempre a escala maior da primeira nota do acorde. Vamos montar uma tríade tónica de Ré maior. A tónica é a primeira nota da escala. Estamos em Ré maior, logo a tónica é Ré. Esta é a primeira nota que escrevemos na pauta. Esta será a nota mais grave do acorde, então o resto das notas serão escritas por cima desta:
Tríade de Ré maior

A próxima nota da tríade é o terceiro grau da escala de ré maior. A terceira nota desta escala é Fá sustenido, então adicionamos esta nota por cima de Ré:
Tríade de Ré maior

A última nota do acorde é o quinto nota da escala, que neste caso é Lá:
Tríade de Ré maior
Aqui está a nossa tríade de Ré maior! As tríades são sempre feitas a partir da tónica, terceira e quinta notas da escala. Dizemos que as tríades tónicas são feitas de terças, porque o intervalo entre a nota mais grave e a do meio é uma terça, assim como o intervalo da nota do meio com a última nota.

 

Comentários

Comentários

About author

Related articles

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!