Acordes de Sétima

8 Maio, 2014 0 Comments Teoria Musical 6010 Views
Acordes de Sétima

Até aqui já vimos um tipo de acordes, as tríades. Como vimos, as tríades têm três notas, a tónica, a terça e a quinta. Os acordes não se resumem a três notas, eles podem crescer e “evoluir”. Podemos adicionar qualquer nota a um acorde, mas para já vamos só ver as sétimas, que é o intervalo de terça a seguir à quinta do acorde. Vamos começar por entender a palavra sétima, como vimos nas tríades temos a tónica, a terça e a quinta, terça significa o terceiro grau da escala e quinta o quinto grau da escala. Pois bem como deve ter adivinhado sétima significa o sétimo grau da escala.

Estes acordes são formados por uma sequência de terças (intervalo), por exemplo, a terça é o terceiro intervalo da tónica, a quinta é o terceiro intervalo da terça e a sétima o terceiro intervalo da quinta. É importante entender isto para quando vermos os acordes mais avançados. Sendo assim já sabe que basta adicionar uma terça à quinta de uma tríade para ter um acorde com sétima. Assim como as tríades, existem vários tipos de acordes com sétima (7ª maior, menor, etc). Vamos voltar a montar a escala maior com os respetivos graus e vamos ver as fórmulas para montar os acordes com sétima. Vamos ver o  exemplo da escala de Dó maior.

Escala de Dó maior
MiSolSi
12345678

Os tipos mais comuns de acordes com sétimas são:

  • Acorde de sétima maior: Tríade maior com uma sétima maior.
  • Acorde de sétima menor: Tríade menor com sétima menor.
  • Acorde de sétima dominante: Tríade maior com sétima menor.
  • Acorde meio diminuto de sétima: Tríade diminuta com sétima menor.
  • Acorde de sétima diminuto: Tríade diminuta com sétima diminuta.

Agora veremos as fórmulas para cada um destes acordes de sétima:

    • Acorde de sétima maior: 1,3,5,7 – tónica, terça maior, quinta justa, sétima maior;
    • Acorde de sétima menor: 1,b3,5,b7 – tónica, terça menor, quinta justa, sétima menor;
    • Acorde de sétima dominante: 1,3,5,b7 – tónica, terça maior, quinta justa, sétima menor;
    • Acorde meio diminuto de sétima: 1,b3,b5,b7 – tónica, terça menor, quinta diminuta, sétima menor;
    • Acorde de sétima diminuto: 1,b3,b5,bb7 – tónica, terça menor, quinta diminuta, sétima diminuta;

Agora vamos aos exemplos. Vamos ver por exemplo, o acorde de sétima menor de Dó. Como já vimos na aula de tríades começamos por montar a escala maior da tónica do acorde que neste caso é Dó. Então montamos a escala de Dó maior (já está na tabela de cima). Agora vemos a fórmula do acorde de sétima menor que é:

      • 1,b3,5,b7;
Escala de Dó maior
MibSolSib
12b3456b78

 

Em formato de cifra as sétimas são apresentadas da seguinte forma:

Dó com sétima maior= Cmaj7
Dó com sétima menor= Cmin7
Dó com sétima dominante= C7
Dó com sétima meio diminuta= Cm7dim
Dó com sétima diminuta= Cdim7

Na escala de Dó maior o terceiro grau é o Mi e o sétimo grau é o Si. Como já vimos estes são graus maiores na escala maior. Então diminuímos um semitom a cada um destes como nos diz a fórmula e obtemos as notas Mi bemol e So bemol. Assim sendo já sabemos que o acorde de sétima menor de Dó tem as seguintes notas:

Cm7
1b35b7
MibSolSib

 

Então temos , Mi bemol, Sol, Si bemol. Para montar qualquer tipo de acorde com sétima basta seguir este mesmo procedimento e assim terá o seu acorde de sétima.

Comentários

Comentários

About author

Related articles

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!