Escalas Maiores

Página principal do curso. Uma escala é um conjunto consecutivo de notas musicais. O que define o nome de uma escala e as suas características únicas são os intervalos (distancia) entre as notas. Os intervalos numa escala são medidos em tons (T) e semitons (S). A escala maior contém sete notas mais a oitava (Ex escala de Dó maior: Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si e Dó) e é a escala mais importante na música ocidental. Ao sabermos a escala maior poderemos fácilmente conhecer outros tipos de escalas, bastando para isso saber quais os intervalos que são modificados. Cada escala maior tem um número diferente de sustenidos e bemóis (mas nunca os dois em simultâneo). A armadura de clave mostra os sustenidos ou bemóis numa tonalidade (por exemplo a armadura de clave de Sol maior contem um #, enquanto a de Lá maior contém três #).

Precisamos de saber quais as escalas maiores que contêm sustenidos ou bemóis, e quantos. Há duas formas de saber isto, através do circulo de quintas (que veremos mais à frente), ou utilizando a equação da escala maior: T-T-S-T-T-T-S – esta equação descreve a distancia entre cada nota da escala. Temos preparado um exercício para si, que servirá também como material de apoio. Criámos uma tabela para você preencher com as notas de cada escala maior. Basta fazer o download e imprimir a tabela, num segundo ficheiro está a tabela preenchida para confirmar se acertou em todas. Não faça batota, este é um ótimo exercício para se melhorar a sua memorização dos intervalos musicais. Depois basta guardar essa tabela e terá assim fácil acesso a todas as escalas maiores. Se olhar para a primeira coluna tem a tónica de cada escala, por exemplo a primeira é a nota Dó, então significa que iremos ver as notas da escala de Dó maior ao avançarmos de coluna em coluna nessa linha.

O primeiro passo é preencher as colunas de cada linha pela ordem das notas, se a primeira é Dó, então preenchemos essa linha com, Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó. Se a nota for Sol por exemplo, preenchemos, Lá-Si-Dó-Ré-Mi-Fá-Sol. Note que a primeira e última nota são sempre iguais. Cada nota musical só pode aparecer uma vez em cada escala, com exceção da primeira e última. Na primeira linha verá um T que significa tom entre as notas que que se encontra o símbolo, ou um S para semitom. O que fará depois é adicionar um sustenido(#) ou bemol(b) às notas para que a equação bata certa. Assim terá todas as escalas maiores e saberá se as notas utilizam sustenidos ou bemóis e quantos existem em cada escala. A escala de Ré maior e Dó maior já estão preenchidas para ver como exemplo. Não se esqueça, primeiro coloque as notas na ordem correta. Depois adicione o sustenido ou bemol para a equação bater certo. Se tiver dificuldades utilize o padrão de teclas do piano para visualizar a distancia entre cada nota, não esquecendo que C representa a nota Dó:

Teclado do piano

Olhe para a tabela e veja a escala de Ré maior. Começando na nota Ré preenchemos as restantes notas: Mi-Fá-Sol-Lá-Si-Dó-Ré. Agora vamos preencher com os sustenidos ou bemóis para tudo bater certo. De ré para mi temos um T ou seja um tom. Olhando para o teclado do piano vemos que sim chegamos à nota Mi, então não adicionamos nenhum sustenido ou bemol. De seguida temos mais um T. Olhando para o teclado do piano vemos que um tom acima de Mi é Fá#, então adicionamos o símbolo de # ao Fá. E esta lógica segue até ao fim da escala. Os graus (notas) da escala estão escritos com numeração romana.

Tabela de escalas maiores

Faça o download dos ficheiros aqui. Agora veremos algumas destas escalas na pauta musical

Escala de Dó maior

Como já vimos a escala de Dó maior não contém qualquer acidente (sustenido ou bemol). Também vimos que todas as escalas maiores são feitas do mesmo padrão de tons e semitons: T-T-S-T-T-T-S. Aqui está a escala de Dó maior na pauta:

Escala de Dó maior

Não se esqueça do desenho das teclas do piano:

Teclado do piano

Escala de Sol maior

Vamos agora ver a escala de Sol maior. Vamos construir a escala utilizando o padrão T-T-S-T-T-T-S que aprendemos. Então começamos por colocar a nota Sol na pauta. Estamos a utilizar a clave de Sol, mas funciona da mesma forma para a clave de Fá.

Nota Sol

A próxima nota é um Tom acima de Sol. Se subirmos um Tom obtemos a nota Lá:

Notas Sol e Lá

O próximo intervalo é de um Tom também, então se estamos em Lá e subimos um Tom obtemos a nota Si:

Escala de Sol maior

De seguida temos um semitom. Estando na nota Si e subindo um semitom nós obtemos a nota Dó(Não há nenhuma nota entre Si e Dó):

Escala de Sol maior

Agora que já tem ideia de como fazer este processo vamos ver a escala de Sol maior:

Escala de Sol maior

A escala de Sol maior tem um sustenidoFá sustenido. Poderá estar a pensar porque escolhemos chamar Fá sustenido e não Sol bemol, uma vez que no piano a nota é a mesma. Quando escrevemos uma escala utilizamos o nome das notas APENAS UMA VEZ, expeto para a primeira e ultima notas que têm o mesmo nome. Em Sol maior começámos e acabámos na nota Sol, então já utilizámos este nome para a nota, e ainda não tínhamos a nota Fá, então utilizamos a nota Fá sustenido ao invés do Sol bemol.

Escala de Ré maior

Vamos olhar para a escala de Ré maior:

Escala de Ré maior

A escala de Ré maior contém dois sustenidos – Fá sustenido e Dó sustenido.

Escala de Fá maior

A ultima escala que iremos ver para já é a de Fá maior:

Escala de Fá maior

A escala de Fá maior não contém qualquer sustenido, mas tem um bemol – O si bemol. Lembre-se, não podemos utilizar o Lá sustenido, porque já temos a nota Lá na escala.

Escala ascendente e escala descendente

As escalas podem ser escritas a subir ou a descer. As escalas que vão a subir são chamadas “ascendentes“, e as escalas que vão a descer são chamadas “descendentes“. Quando escrevemos uma escala descendente, o padrão de tons e semitons é reverso, então em vez de termos T-T-S-T-T-T-S, temos S-T-T-T-S-T-T. Aqui está um exemplo da escala de Fá maior descendente.

Escala descendente

Graus da escala

Na música, a primeira e última notas de qualquer escala são chamadas “tónica“. As outras notas podem ser referidas por um número. Em dó maior, a segunda nota da escala é o Ré, então dizemos que Ré é o segundo grau da escala de Dó maior. Utilizamos sempre a escala ascendente para numerar os graus da escala. Todas as escalas maiores têm sete graus, porque há sete notas diferentes na escala. A distância de oito notas, de Dó até ao próximo Dó, por exemplo, é chamada de oitava. Os graus da escala são dados em numeração romana.

Aqui está o resumo dos graus das escalas de Dó maior, Ré maior, Sol maior e Fá maior:

Tónica II III IV V VI VII I
Dó maior Mi Sol Si
Sol maior Sol Si Mi Fá# Sol
Ré maior Mi Fá# Sol Si Dó#
Fá maior Sol Sib Mi
Próxima Aula >

Sem comentários.

Deixe um comentário


+ 7 = 11