A verdade na música

5 Maio, 2014 0 Comments Blog 193 Views
A verdade na música

Não é novidade que o gosto musical é extremamente subjetivo. Mas uma das razões possíveis para faltar algo de interessante numa música de pode ser a… verdade! Ou melhor, a falta dela. O caro leitor como ouvinte, possivelmente já passou pela situação de adorar uma música, ou um artista, em que claramente existem imperfeições. No entanto essa música ou artista, para si são melhores que algumas tecnicamente perfeitas. Isto acontece porquê?

A música é muito mais que uma fórmula matemática. Se um compositor se preocupar a 100% com o tecnicismo, corre o risco desta ficar extremamente vazia. A música sempre teve e sempre terá o ingrediente sentimento. Sempre conseguiu ser um meio de comunicar aquilo que muitas vezes não é possível fazer de outra forma. Nunca se criará uma boa música que não tenha sido feita com algum tipo significado. NUNCA! Esta pode ser tecnicamente perfeita, mas terá sempre uma sensação “vazia”.

E quando falo em sentimento na música não falo obrigatoriamente de amor. Falo de todos os sentimentos que fazem parte da condição humana. Alegria, tristeza, indignação, ciume, ódio… O ponto crucial é que o compositor seja verdadeiro com ele próprio. Quem cria uma música tem de saber verdadeiramente o que está a sentir, e só assim a sua música fará com certeza significado para alguns dos seus ouvintes.

“Ponha o seu coração na sua música e ela ganhará vida por si só”

Comentários

Comentários

About author

Related articles

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!